Cursos/MBA/LL.M




 

Pós-Graduação

Suas ambições a serviço do mercado


Tenho lido nos principais jornais e revistas que estamos num período de turbulência econômica e política. O tsunami de más notícias que invadiu o Brasil neste e no último ano é o que sustenta tal clima de crise. São juros que aumentam, desemprego, denúncias de corrupção. Mas existe um projeto muito promissor que lhe trará boas perspectivas, mesmo neste cenário. Trata-se de um projeto próprio de vida e carreira.

Nos mesmos jornais e revistas tenho visto o avanço de muitas áreas, com ampliação da empregabilidade. O maior desafio dos processos que as cercam é justamente a criação de meios para instalar uma gestão eficiente. Afora as questões de cunho político, a ausência de profissionais com as qualidades desejáveis para ocupar cargos-chave em grandes corporações – entendem-se pessoas criativas, críticas, familiarizadas com conteúdos globais e com boa formação acadêmica – aparece no topo dessa missão.

Há anos também “gurus” tentam prever qual será a carreira do futuro, ou seja, aquela que irá demandar um contingente enorme de pessoas. Em minha vida acadêmica, vi elevarem profissões então rebaixadas por eles próprios, e acompanhei o contrário também, tudo, na maioria das vezes, pela mídia. Jovens às vésperas da escolha profissional, cujas vidas são regadas de dúvidas em todas as esferas, costumam apoiar-se, mesmo que de forma involuntária, em tais conselhos, sem levarem em contar as próprias vontades e expectativas.

Ainda que determinada profissão pareça atraente pela grandeza de seu mercado e que empresas possuam projetos claros e consistentes, é preciso saber que estão em constante transformação, de modo a acompanhar as tendências e dinâmica do País. Desenhar o futuro profissional requer uma ligação mais intrínseca entre aquilo que se almeja e aquilo que o mercado precisa. Trata-se, em suma, de construir uma carreira integrada, ou seja, colocar suas aptidões a serviço do mercado e utilizar as experiências adquiridas nele, como matéria-prima para arquitetar seus projetos. É preciso dar espaço aos interesses próprios em qualquer coisa que se faça.

Ter diploma universitário, investir na educação continuada, seja MBA ou especialização – isso vai depender de suas aspirações –, dominar segundo idioma, desenvolver capacidade de trabalhar em grupo, etc. continuam na lista dos pré-requisitos para a conquista de um lugar ao sol no mercado de trabalho. Mas para não fazer desse emprego apenas um período sem sentido na sua história, é fundamental que se desenvolva a aptidão para a intimidade e a relação consigo mesmo e com os outros, mantendo a conexão entre o mundo interno e o externo.

Profa. Dra. Maria Inês Santos
Coordenadora de Pós-Graduação do Grupo Educacional Drummond